Theodor Osterkamp
(1892 - 1975)


Generalleutnant
JG51
38 vitórias (32 na I Guerra Mundial)
Prisioneiro de guerra

Theodor Osterkamp foi, durante a II Guerra Mundial, um dos generais da Luftwaffe de maior popularidade entre seus subordinados, que a ele se referiam, afetuosamente, como "Onkel Theo" (tio Theo). Isto porque Osterkamp foi uma verdadeira "Alte Adler" (Velha Águia), sendo um dos pouquíssimos pilotos militares da História a se tornar um ás em ambos os conflitos mundiais.

Nascido em Düren, Rheinland, Alemanha, em 15 de abril de 1892, Theodor Osterkamp estudou silvicultura até a eclosão da I Guerra Mundial, em agosto de 1914. Rejeita-do pelo Exército Imperial por razões de saúde, ele se jun-taria ao Freiwilliges Marine Flieger Corps (Corpo Aéreo Na-val de Voluntários), servindo na aviação aerona val como observador durante os dois primeiros anos da guerra, junto ao Marine Flieger Abteilung I (Batalhão Aéreo Naval I), ope rando essencialmente na costa belga.

Transferido, em 1916, para uma unidade de caça (Marine Feld Jasta 1), o já Oberleutnant zur See Theodor Oster-kamp iniciou uma carreira extremamente bem sucedida que o levaria a se tornar o piloto naval germânico com maior número de vitórias daquele conflito.


Combatendo os ingleses na região de Flandres, ele freqüentemente se envolveria em combates em flagrante inferioridade, para o deses-pero de seus superiores. Mas também lhe asseguraria a Cruz de Ferro Imperial de 1ª Classe, a Cruz de Cavaleiro da Casa Real de Hohenzollern (em 20 de agosto de 1917) e, por fim, a cobiçada Pour Le Mérite em 02 de setembro de 1918.

No término do conflito, em 11 de novembro de 1918, Theodor Oster-kamp contabilizava 32 vitórias confirmadas. No ano seguinte, ele se veria, juntamente com outros veteranos alemães, em luta contra tro-pas do Exército Vermelho que tentavam anexar os recém-criados países bálticos (Letônia, Estônia e Lituânia).

Osterkamp voltaria à vida militar em 1935, quando juntou-se à no va Luftwaffe, ocasião em que lhe foi confiado o comando da Jagdflieger schule I (Escola de Pilotos de Caça). No início da II Guerra Mundial (19.09.1939 a 23.07.1940) Osterkamp atuou como Geschwaderkom modore da JG 51, participando ativamente da Blitzkrieg - e a "Velha Águia", longe de ser um oficial de escrivaninha, provaria ainda ser pe

rigosa. Em 11 de maio de 1940, aos 48 anos de idade e nos comandos de um caça Bf 109E, Osterkamp cla-maria a primeira de suas seis vitórias no novo conflito: um caça Fokker G-la da Força Aérea Holandesa, que atirava nas colunas alemãs que avançavam na rota Arnhem-Amsterdam.

No auge da Batalha da Inglaterra, os veteranos pilotos da I Guerra foram retirados, por Goering, da liderança dos Geschwadern, então entregues à nova geração de caçadores. O já Generalmajor Osterkamp, após en-tregar o comando da JG 51 ao lendário Werner Mölders, tornou-se Jagdfliegerführer da Luftflotte 2. Em razão de sua liderança inspirada da JG51 durante os primeiros meses da guerra (além de suas seis vitórias), Theodor Osterkamp foi condecorado por Hitler com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 22 de agosto de 1940.
Oesau (primeiro a esq), Osterkamp e Molders (a direita)

Osterkamp passaria os anos seguintes da guerra em fun- ções burocráticas junto aos Stabs da Luftflotten do Norte da França e da Itália, para onde foi transferido em 1943. Entretanto, em razão de suas severas críticas ao Alto Co mando da Luftwafffe, ele foi aposentado do serviço ativo em 31 de dezembro de 1944.

Apesar de ter sido capturado pelos aliados, Osterkamp passaria um período curto em cativeiro aliado. Nos anos seguintes, ele se envolveria no mundo dos negócios, apo-sentando-se definitivamente em 1966. Paralelamente, Os-terkamp esteve envolvido na organização e direção de as-sociações de veteranos, notadamente a dos ganhadores da Pour Le Merite, e escreveu uma autobiografia.

O Generalleutnant Theodor Osterkamp faleceu na cidade de Baden-Baden em 02 de janeiro de 1975, quando contava com 82 anos de idade. Era, à essa altura, um dos últimos pilotos da I Guerra Mundial detentor da Pour Le Merite ainda vivo.



História da Luftwaffe
Organização e Estrutura