Sauer & Sohn M30 Drilling

Uma arma de caça dentro de um avião militar? Por mais estranho que possa parecer, os pilotos alemães da II Guerra Mundial tinham, dentre seu equipamento de bordo - ao menos durante algum tempo - uma arma dessa categoria. Dentre todas as armas que foram carregadas à bordo dos aviões da Luftwaffe durante o conflito, nenhuma parece ser mais inapropriada do que a Sauer & Sohn M30 Drilling.

Também chamada de "Schrotgewehr des Luftwaffe" (algo como espingarda da Luftwaffe), era uma arma teoricamente destinada à sobrevivência da tripulação em caso de pouso forçado em terreno hostil ou ermo, permitindo o abate de animais maiores a fim de propor cionar alimento, além da defesa pessoal.

Fabricadas pela conceituada empresa J.P. Sauer & Sohn (a mesma que produziu a pisto la Sauer 38H), eram armas de espetacular acabamento, cuidadosamente trabalhadas e destinadas a consumidores de alto poder aquisitivo. Isso faz soar realmente estranho que uma peça dessa qualidade fosse fornecida à pilotos de combate, para serem usadas à bordo de aviões.

Seu nome Drilling é uma corruptela do termo "drei" (três), uma menção a sua caracterís-tica mais incomum: ser dotada de três canos, sendo dois deles justapostos, com alma lisa (sem raiamento) e disparando munição de esferas de chumbo, arranjados sobre um terceiro de alma raiada e disparando munição de fuzil. Os calibres empregados eram a munição de calibre 12 para os canos lisos e a munição de caça 9,3 x 74mm para o cano raiado.

As armas geralmente possuíam até mesmo algumas entalhes em baixo relevo no aço, enquanto a coronha (confeccionada em nogueira de primeira qualidade) e a telha eram finamente zigrinadas. Os canos eram fabricados com o melhor aço Krupp (Laufstahl) e o acabamento externo das partes de aço incluía detalhes finos como a cabeça dos parafusos gravados, a logomarca "artística" da Sauer & Sohn, culatra com acabamento "case hardened" - um bonita coloração propositadamente desigual - e gravações no guarda-mato. É, no mínimo, curioso pensar qual a razão de se adotar uma arma cujo custo era astronômico em termos de armas militares...


Entretanto, como eram armas de aceitação militar oficial retiradas da linha comercial, as M30 destinadas à Luftwaffe vinham tanto com os bancos de provas comerciais quanto com a águia da Força Aérea (Luft waffeadler), timbradas sobre a parte de cima da culatra, na coronha e cano. As armas eram datadas usando um sistema diferente, que infor-mava o mês e ano de manufatura (por exemplo "242", para fevereiro de 1942.

A Drilling M30 era acondicionada desmontada em uma caixa compa-cta de alumínio na cor verde, onde também ficavam o seu kit de limpe-za, bandoleira de couro, duas caixas de munição 9,3 X 74mm (com dez cartuchos cada) e vinte e cinco munições de calibre 12, além do manual.

A Caixa era selada contra umidade. Na tampa da caixa vinha a inscri ção "Drilling M 30 mit munition und Zubehor", e pesava um total (com a arma) de 7,250 kg. Somente a arma tinha aproximadamente 107cm de comprimento total e pesava, desmuniciada, 3.400 gr.


A despeito da literatura sobre essas armas ser muito pequena, al-guns autores (Don Andrews, DC. Cole e Leonard E. Hunter, escre-vendo para uma revista americana em 1975) afirmam que a nume-ração de série das M30 usadas pela Luftwaffe situa-se de modo não consecutivo entre 334.660 (abril de 1941) a 339.755 (setem-bro de 1942), pois abrange também as armas comerciais. Os mes mos autores também estimam que a produção destinada para a Luftwaffe como sendo algo em torno de 2000 a 2500 exemplares. Descobertas mais recentes nos arquivos da fábrica confirma a en-trega de 2.456 armas de uma ordem total de 4.000 exemplares, provavelmente cancelada após a entrega de pouco mais da meta-de da produção.

Consequentemente, assim como a arma, fotos dessa arma "em uso" são muito raras. Entretanto, há uma seqüência de fotos mos trando dois Feldwebels no Norte da África revisando o armamento de bordo de um Ju-87 Stuka. Entre as armas presentes (uma MG 15, uma pistola de sinalização e até um fuzil Mauser 98k), está uma Drilling M30. Interessante notar que a M30 está sendo carre-gada solta (e não na caixa) dentro do avião.

Peça extremamente rara em qualquer coleção de armas, a Sauer M30 alcança altos preços no mercado inter-nacional de colecionadores, principalmente quando acompanhadas do seu estojo original, atingindo valores que se situam entre US$ 7,000.00 e US$ 10,000.00




Militaria
Principais armas