Edwin Thiel
(1913 - 1944)

Hauptmann
JG51
+300 missões de combate, 76 vitórias
Morto em ação (14/07/1944)


Nascido em 19 de junho de 1913 em Oberbexbach, na região de Sarre (Alemanha), Edwin Thiel começou sua carreira de piloto antes da guerra, quando serviu como comandante na Lufthansa. Após o início do conflito , ele foi convocado para servir na Luftwaffe, onde atuou como instrutor de vôo por mais de dois anos.

Oblt. Thiel recebe a Cruz de Cavaleiro.

No outono de 1941, Thiel foi designado para servir como Leutnant junto ao I./JG 51 "Mölders" (Gruppe I da Jagdgeschwader 51), unidade que então lutava na frente russa e com a qual ele alcançou sua primeira vitória, em 02.10.1941.

Promovido a Oberleutnant, em 01.06.1942 Thiel foi nomeado Staffelkapitän do 2./JG 51, sendo condecorado com o Troféu de Honra da Luftwaffe em 16.06.1942, após superar a marca de 20 vitórias, e com a Cruz Germânica em 21.09.1942.

No dia 24.02.1943 ele obteve seu melhor resultado como piloto de caça, ao abater cinco adversários (suas 47ª a 51ª vitórias). Finalmente, em 16 de abril de 1943, o Oberleutnant Edwin Thiel foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, quando totalizava 56 vitórias confirmadas.


Pouco depois, no final de julho de 1943, ele foi transferido para o Ergän-zungsgruppe Ost (Erg.Gr. Ost - Grupo de Reserva do Leste), onde atuou como instrutor e liderou um de seus Staffeln.

Thiel voltaria a JG 51 em maio de 1944, quando foi chamado para liderar o Stabsstaffel desta Geschwader, onde passou a efetuar várias missões de ataque a alvos terrestres e de bombardeio, durante as quais alcan- çou suas 10 últimas vitórias.

No dia 14 de julho de 1944, durante uma missão na localidade de Wolkowysk, o seu Fw190A-8 (werkenummer 170943) foi atingido pela bateria antiaérea soviética e, embora tenha conseguido saltar de seu avião, não houve tempo para seu pára-quedas abrir devido à baixa altitude (200m) e Thiel morreu instantaneamente.

Quando de sua morte, o Hauptmann Edwin Thiel havia acumulado um total de 76 vitórias aéreas (todas na frente oriental) ao longo de mais de 300 missões de combate.

 

Principais Ases
Principais Aviões