Wolfgang Schellmann
(1911 - 1941 ?)


Oberstleutnant
JGr88, JG77, JG2 e JG27
+150 missões de combate, 25 vitórias (12 na Espanha, 5 na Inglaterra)
Desaparecido em ação (24/06/1941)

Um dos mais prestigiados pilotos da Luftwaffe quando do inicio da II Guerra Mundial, Wolfgang Schell-mann nasceu em Kassel (Alemanha) em 02 de março de 1911. Tendo sido um dos pilotos treinados em segre do na base secreta de Lipetzk (URSS), ainda antes da ascensão do III Reich, Schellmann foi designado para atuar como Staffelkapitän do 2./JG 135 (2º Staffel da Jagdgeschwader 135), quando da oficialização da Força Aérea alemã, em março de 1935.

Em 19.12.1937, o Oberleutnant Schellmann foi designa-do Staffelkapitän do 1º Staffel do Jagdgruppe 88 da Le-gião Condor - a legião de voluntários alemães patrocina-dos por Hitler e enviados à Espanha durante a guerra civil naquele país. Liderando essa unidade - onde vários ases foram forjados na batalha - Schellmann tornou-se o se-gundo maior ás alemão naquele teatro de operações, al-cançando a marca de 12 vitórias aéreas, atrás apenas do legendário Werner Mölders (com 14 vitórias).

Quando de seu retorno à Alemanha, em junho de 1939, Schellmann foi agraciado com a Cruz Espanhola em Ou-ro com Espadas e Brilhantes (Spanienkreuz in Gold mit Schwertern und Brillanten) e foi designado para servir jun-to ao I./JG 331 (Gruppe I da JG 331).

Major Wolfgang Schellmann, Kommodore JG27, inicio de 1941.

Quando do início da II Guerra Mundial, em 01.09.1939, ele estava servindo junto ao I/JG 77, com o qual lutou durante a invasão da Polônia, antes de ser transferido para uma função administrativa no Stab da Luftflotte 2.

Em 15.12.1939, o Hauptmann Schellmann foi apontado Gruppenkommandeur do II/JG 2 "Richthofen". Sua primeira vitória na II Guerra Mundial viria finalmente em 15.05.1940, quando ele abateu um caça Hurricane da RAF próximo a Couly. Outras vitórias viriam em 17.05 (um Lysander), 19.05 (outro Lysander), 31.05 (um Spitfire), 01.06 (um Lysander), 02.06 (um Spitfire) e, finalmente, 03.06, quando abateu um caça Morane MS 406. Desse modo, quando acabou a Campanha da França, Schellmann possuía sete vitórias confirmadas.

Schellmann (esq.) e Helmut Wick

No auge da Batalha da Inglaterra, em 03.09.1940, Schellmann foi apontado Kommodore da Jagdgeschwader 2 e foi condecora do com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 18 de setem-bro de 1940, por suas 10 vitórias na II Guerra Mundial (e um to-tal de 22). Mas ele permaneceria pouco tempo com essa unida de, sendo indicado Kommodore da JG 27, liderando essa uni-dade durante a invasão da Iugoslávia e da Grécia em abril de 1941, quando ele abateu outro Hurricane, elevando seu total para 24 abates.

Promovido a Major, caberia a Schellmann liderar a JG 27 duran te a invasão da Rússia (a Operação Barbarrossa). Contudo no primeiro dia da invasão, em 22 de junho de 1941, durante um combate contra caças Polikarpov I-16, na localidade de Kamen ki, próximo a Grodno, o Bf 109E-7 (W.Nr. 4189) de Schellmann foi atingido por um de seus adversários, que colidiu deliberada-mente com sua aeronave. Forçado a saltar de seu avião, Wolf-gang Schellmann nunca mais foi visto, acreditando-se que te-nha sido executado por agentes da NKVD (a polícia secreta de Stalin), durante a retirada.

Promovido postumamente a Oberstleutnant, Wolfgang Schellmann voou cerca de 150 missões de combate ao longo das quais alcançou 25 vitórias confirmadas, das quais 12 foram obtidas na Espanha, uma na frente russa e o restante na frente ocidental.


Bf 109E-7 - Maj. Wolfgang Schellmann, Kommodore JG 27 - Kamenki/URSS - Junho, 1941.


Bf 109D-1, Hptm. Wolfgang Schellmann, 1./JGr88 - Espanha Bf 109E-4 do Maj. Schellmann

 

Principais Ases
Principais Aviões