Hans Schalanda
(1921 - 1945)


Hauptmann
St.G2, St.G1 e SG1
933 missões de combate
1 navio de guerra de 7.000 BRT e outras 10.000 BRT de navios de suprimento.
Morto em ação (26/03/1945)

Um dos mais populares e melhores pilotos da Stukageschwader 2 “Immelmann” (St.G 2), Hans “Bazi” Schalanda nasceu em 07 de fevereiro de 1921, em Viena, Áustria. Tendo escolhido a carreira militar, ele jun-tou-se a Luftwaffe em outubro de 1939. Após a conclusão de seu treinamento como piloto de bombardeiro de mergulho, no início de 1941, ele foi designado para servir como Leutnant junto ao 8./St.G 2 (8º Staffel da Stuka geschwader 2).

Schalanda efetuou suas primeiras missões de combate em março de 1941, voando contra Malta. Lutando em seguida no teatro do norte da África entre abril e maio de 1941, ele afundou um navio de suprimento de 4.000 BRT (toneladas brutas) no porto de Tobruk. A partir de junho de 1941, ele seguiu com sua unidade para a fren-te oriental, participando da invasão da URSS.

Atuando em apoio às tropas de infantaria que se deslocavam em direção à Moscou e, depois, Cáucasos, Schalanda obteve vários sucessos nos combates de Bobruisk, Demyansk, Kovel, Kiev e Smolensk. Em conse qüência, ele foi agraciado com o Troféu de Honra da Luftwaffe em 01.04.1942 e com a Cruz Germânica em 15.06.1942.

Finalmente, após ter executado 581 missões de combate, o Oberleutnant Hans Schalanda foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 03 de abril de 1943.

Nomeado Staffelführer do 3./St.G 1 em julho de 1943, ele se tornaria Staffelkapitän dessa mesma unidade (agora denominada 3./SG 1 - 3º Staffel da Schlachtgeschwader 1) no final daquele mesmo ano. No início de 1944 ele completou sua 700ª missão de combate, e, em 15.05.1944, executou seu 800ª vôo na frente de batalha.

Promovido a Hauptmann em 01.06.1944, Schalanda lideraria seu Staffel nos combates em Riga e Mitau (Letônia), além de missões contra guerrilheiros durante o levante de Varsóvia e ataques noturnos na Prússia Oriental. No dia 24 de outubro de 1944, Schalanda foi informado que Hitler o havia condecorado com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro, tornando-se o 630º soldado a receber essa honraria.

Foto oficial de Schalanda na revista "Der Adler".

Quando recebeu a Eichenlaub, ele havia sido ferido duas vezes e abatido sete vezes. Em uma dessas ocasi- ões, quando foi abatido atrás das linhas inimigas, Schalanda não apenas retornou às posições alemãs, como também trouxe um soldado de infantaria soviético como seu prisioneiro. Em dezembro de 1944, Schalanda es-teve envolvido no treinamento de conversão para o Focke-Wulf Fw190, equipado com mísseis antitanque (“Pan zerschrek”).

Entretanto, em 26 de março de 1945, durante uma missão de ataque a blindados próximo a Gorgast, às mar-gens do rio Oder (sudoeste de Küstrin), o Fw190 de Schlanda foi atingido pelo fogo antiaéreo, e ele foi morto instantaneamente.

Quando de sua morte, o Hauptmann Hans Schalanda havia executado um total de 933 missões de combate como piloto de bombardeiro de mergulho e de ataque ao solo (sendo 41 com o Fw190 e o restante com o Junkers Ju87). Além disso, ele também teve o crédito pela destruição de um navio de guerra costeiro de 7000 BRT e outras 10000 BRT de navios de suprimento.

Ficha do Piloto
Unidades:
- Sturzkampfgeschwader 2  
 - Sturzkampfgeschwader 1 - Staffelkapitän 3./St.G 1 (3./SG 1)
Aeronaves:
 - Junkers Ju 87
- Focke-Wulf Fw190
Campanhas:
 - Mediterrâneo
- Frente Oriental
Promoções:
 
Condecorações:
- 01.04.1942 - Troféu de Honra
- 15.06.1942 - Cruz Germânica em Ouro
- 03.04.1943 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
- 24.10.1944 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ..........................(630º)


Principais Ases
Principais Aviões