Günther Schack
(1917 - 2003)

Hauptmann
JG51 e JG3
780 missões de combate, 174 vitórias
Prisioneiro de guerra

Günther Schack, um dos grandes pilotos da Luftwaffe na Frente Oriental, nasceu em 12 de novembro de 1917 na localidade de Bartenstein (Prússia Oriental), Alemanha. Embora tenha sofrido um ferimento esportivo em 1937, ele foi aceito na Luftwaffe, onde ingressou em 02.09.1939 - o dia seguinte à invasão da Polônia.

Embora não tenha sido escolhido, a princípio, para a carreira de oficial, após a conclusão de seu treinamento como piloto de caça, Schack foi designado para servir como Gefreiter no 5./JG 51 (5º Staffel da Jagd-geschwader 51). Essa unidade foi deslocada para o leste, a fim de tomar parte na invasão da URSS em junho de 1941, onde Schack alcançou sua primeira vitória confirmada, em 23.07.1941. O começo de sua car-reira, contudo, foi lento: quando completou sua 100ª missão de combate, em 10.11.1941, ele havia apenas adicionado outras duas vitórias ao seu total.

Sua "fase de aquecimento" ainda adentraria o ano de 1942: ele precisou de 250 missões par atingir a marca de cinco vitórias! A sua pontaria co-meçou a melhorar e, até 15.10.1942, Schack somava 18 abates. Mas se ria após a conversão de sua unidade para o caça Focke-Wulf Fw 190, no final daquele ano, que ele finalmente iniciaria uma carreira meteórica. Na verdade, em sua primeira missão com o novo caça, em 17.12.1942, Schack derrubou cinco bombardeiros soviéticos Petyakov Pe-2 (suas 19ª a 23ª vitórias).


Condecorado com o Troféu de Honra da Luftwaffe em 16.01.1943, Schack derrubou outros cinco adversários em 23.02.1943 (33ª a 37ª vitórias) e alcançou a marca de 40 vitórias em 08.03.1943, pelo que foi agraciado com a Cruz Germânica em Ouro em 17.03.1943. Pouco de-pois, em abril de 1943, Schack foi transferido para o Ergänzungsgruppe Ost (Erg.Gr. Ost - Grupo de Reserva do Leste), onde atuou como instrutor até 05.07.1943, quando retornou ao front, juntando-se ao 8./JG 3.

Promovido a Leutnant, Schack derrubou quatro aviões adversários em 15.07.1943 e totalizou 10 inimigos derrubados naquele mês. Durante o mês de agosto de 1943, servindo ao lado de ases como o Major Erich Leie (Gruppenkommandeur do III./JG 51), o Oberleutnant Karl-Heinz Weber e o Oberleutnant Joachim "Achim" Brendel, ele abateu nada menos que 40 aviões russos (sua 70ª vítima caiu em 09.08.1943). Transferido para o 7./JG 51 em 20.08.1943, Günther Schack finalmente alcançou a "marca mágica" de 100 vitórias confirmadas em 03.09.1943.


Em reconhecimento à suas 116 vitórias confirmadas obti-das até então, o Leutnant Günther Schack foi agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 29 de outu bro de 1943, sendo nomeado Staffelkapitän do 9./JG 51 em 09.12.1943.

No dia 20 de abril de 1944, Schack foi convocado ao quar tel-general de Hitler de cujas mãos recebeu as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro, tornando-se o 460º solda-do da Wehrmacht a receber essa honraria. À essa altura ele já havia abatido 133 adversários.

Os combates prosseguiram, agora contra um inimigo que já desfrutava de uma maciça superioridade numérica.

Recebendo as Folhas de Carvalho de Hitler estão (dir.-esq.): Günther Schack, Emil Lang, Alfred Grislawski, entre outros.

Schack viria a morte de perto em várias ocasiões, sendo que, ao todo, ele foi abatido 15 vezes - tendo saltado de pára-quedas em quatro ocasiões. Uma destas experiências foi por ele narrada da seguinte forma:

"Em uma ocasião eu vi a asa direita de meu 109 soltar-se em pleno vôo. Durante um ataque contra uma formação de bombardeiros, eu fui atingido por um caça inimigo justamente na junção da asa com a fuse-lagem. Felizmente, eu estava a mais de 2.000 metros de altitude, mas quando eu consegui abandonar meu avião - que mergulhava em uma es piral - eu já estava bem próximo do solo. Eu ainda me choquei com a cauda do aparelho e, pelas duas semanas seguintes, eu tive que andar apoiado em duas muletas..."

Em 13.08.1944 Schack derrubou seu 150º avião inimigo mas, em 06. 10.1944, quando já contava com 166 vitórias, seu Bf 109G-6 ("gelbe 13", Werkenummer 165559) foi atingido pelo fogo inimigo, forçando-o a saltar de pára-quedas ferido. Após sua recuperação, Schack foi apontado, em 16.12.1944, Gruppenkommandeur do I./JG 51. Até 07.04.1945 ele abateria outros treze caças soviéticos mas, cinco dias depois, sua unidade acabou sendo dispersada devido ao grande número de baixas. Em 28.04.1945 ele foi apontado Gruppenkommandeur do IV./JG 3 (Gruppe IV do JG 3), com o qual permaneceu até a rendição alemã, em 08.05.1945. Schack seria solto do cativeiro somente em 1946.

Ao longo do conflito, Schack havia voado 780 missões de combate, durante as quais alcançou a marca de 174 vitórias confirmadas (todas na frente russa). Günther Schack passou seus dias finais na Alemanha, onde desfrutou de uma tranqüila aposentadoria, até falecer de causas naturais em 14 de junho de 2003, aos 85 anos de idade.

Ficha do Piloto
Unidades:
- Jagdgeschwader 51 - Staffelkapitän 9./JG 51 (12.43)
- Kommandeur I./JG 51 (29.12.44 - 23.4.45)
- Jagdgeschwader 3 - Kommandeur IV /JG 3 (1.5.45 - 8.5.45)
Aeronaves:
  - Messerschmitt Bf 109
Campanhas:
  - Frente Oriental
Promoções:
 
Condecorações:
- 16.01.1943 - Troféu de Honra
- 17.03.1943 - Cruz Germânica em Ouro
- 29.10.1943 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
- 20.04.1944 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ..........................(460º)


Principais Ases
Principais Aviões