Günther Radusch
(1912 - 1988)

Oberst
ZG1, NJG1, NJG3 e NJG5
+140 missões de combate, 65 vitórias (64 à noite, 1 na Espanha)
Prisioneiro de guerra

Poucas carreiras foram tão extensas e bem sucedidas como a de Günther Radusch: um dos primeiros pilotos formados para a nova Luftwaffe, ele serviu na Espanha, nas Campanhas da Blitzkrieg e Batalha da Inglaterra para, depois, se tornar um dos pioneiros da caça noturna alemã e um de seus grandes ases. Após a guerra ainda desenvolveria uma nova carreira nas Forças Armadas da Alemanha Ocidental.

Nascido em 11 de novembro de 1912, na cidade de Schwetz, Prússia Ocidental (Alemanha), Günther Radusch desenvolveu o amor pela aviação ainda na adolescência, quando realizou seus primeiros vôos, ainda nos comandos de planadores. Após se juntar ao reduzido exército da República de Weimar, em 1931, Radusch foi enviado para treinamento avançado na base de Schleissheim em 1934. De lá, ele se tornaria um dos primeiros oficiais incorporados à recém-criada Luftwaffe, como Leutnant.

Com o início da Guerra Civil Espanhola em 1936 e o conse-qüente envolvimento da Alemanha no conflito, em apoio aos nacionalistas de Franco, foi formada a Legião Condor - uma uni-dade composta de pilotos e equipamentos alemães. Atuando em um sistema de rodízio que permitisse ao maior número possível de pilotos ter experiência em combate, Radusch foi um dos escolhidos. Voando por um período de seis meses, nos comandos de um Heinkel He 112, ele alcançaria uma vitória aérea e seria condecorado com a Cruz Espanhola em Ouro com Espadas.


(esq.dir):Oblt. Eckardt, Hpt. Nacke, Hpt. Streib e Hpt. Radusch

Quando a II Guerra Mundial eclodiu Radusch foi transfe-rido, como Oberleutnant, para a ZG 1 (Zerstörergeschwa-der 1 - unidade de caças pesados). Nesta unidade ele par-ticiparia da invasão da Polônia e das Campanhas de ocu-pação da Bélgica, Holanda e França, durante a Blitzkrieg que assolou a Europa Ocidental na primavera de 1940, período no qual ele foi designado para atuar como Staffel kapitän do 2./ZG 1 (2º Staffel da ZG1).

Em junho, a unidade de Radusch viu-se completamente envolvida no início da Batalha da Inglaterra, mas ele aca-bou sendo transferido para uma especialidade recém-cria-da: a caça noturna.


A princípio designado para servir como Gruppenkomman-deur do I./NJG 1 (Gruppe I da Nachtjagdgeschwader 1), Radusch permaneceria naquela unidade apenas até ou-tubro de 1940, quando foi transferido para o I./NJG 3 onde ficaria até outubro do ano seguinte. Suas vitórias foram sendo acumuladas em um longo período já que se tratava dos primórdios da caça noturna, quando o contato com as aeronaves inimigos era feita às cegas. Além disso, Radusch foi novamente transferido, desta vez para o II./NJG 3, onde atuou como Kommandeur até agosto de 1943.

Neste meio tempo, o já Major Radusch desenvolveu suas habilidades como piloto de caça noturno, sendo final-mente condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 29 de agosto de 1943 quando alcançou sua 35ª

Göring (esq) e Radusch
vitória confirmada. Em certa ocasião ele clamou por sete aviões derrubados em uma única noite. A partir de agosto de 1943 (até fevereiro de 1944) Radusch foi transferido para a NJG 5, onde serviu como seu Gesch-waderkommodore. Em seguida foi enviado à NJG 2 onde atuou como Kommodore até outubro daquele ano.

Radusch no final dos anos 60

Pouco após chegar à NJG 2, em 06 de abril de 1944, o então Oberstleut-nant Günther Radusch foi agraciado por Hitler com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, após atingir a marca de 54 aviões inimigos abatidos, tornando-se o 444º soldado da Wehrmacht a ser agraci-ado com esta condecoração.

A rendição da Alemanha em maio de 1945, o encontraria no comando da NJG 3, para onde havia sido enviado em outubro de 1944. À esta altura, Oberst Günther Radusch havia voado cerca de 140 missões de combate, ao longo das quais havia alcançado 64 vitórias confirmadas (além de sua vitória na Espanha).

Após a guerra, Radusch retornaria à Bundesluftwaffe nos anos 50, sendo que permaneceria no serviço ativo até 31 de março de 1971, quando apo-sentou-se da vida militar, com a patente de Oberst. Günther Radusch veio a falecer de causas naturais em Nordstrand (Schleswig-Holstein), na antiga Alemanha Ocidental , em 29 de julho de 1988, quando contava com 75 anos de idade.


Ficha do Piloto
Unidades:
- Zerstörergeschwader 1 - Staffelkapitän 2./ZG 1 (?.40 - )
- Nachtjagdgeschwader 1 - Kommandeur I./NJG 1 (1.7.40 - 6.10.40)
- Nachtjagdgeschwader 3 - Kommandeur II./NJG 3 (3.10.41 - 1.8.43)
- Nachtjagdgeschwader 5 - Kommodore (2.8.43 - 3.2.44)
- Nachtjagdgeschwader 2 - Kommodore (4.2.44 - 11.11.44)
Aeronaves:
  - Heinkel He 112
- Messerschmitt Bf 110
Campanhas:
  - Guerra Civil Espanhola
- Blitzkrieg
- Batalha da Inglaterra
- Defesa do Reich
Promoções:
 
Condecorações:
- 19.10.1942 - Troféu de Honra
- 13.02.1943 - Cruz Germânica em Ouro
- 29.08.1943 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
- 06.04.1944 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro (444.º)


Principais Ases
Principais Aviões