Kurt Plenzat
(1914 - 1998)

Leutnant
St.G2, SG2
1.234 missões de combate, 4 vitórias
80 tanques, vários acertos em navios de guerra soviéticos na Criméia
e em navios britânicos em Creta
Prisioneiro de guerra

Reconhecido como um dos melhores pilotos da Sturzkampfgeschwader 2 “Immelmann” (St.G 2), Kurt Plenzat nasceu na cidade de Insterburg (Prússia Oriental), então parte da Alemanha, em 14 de janeiro de 1914. Ele iniciou sua carreira militar em 01.04.1933 ao ingressar como recruta no 2º Regimento de Infantaria do Reichswehr, servindo depois no 44º Regimento de Infantaria.

Tendo se habilitado como piloto civil, o Feldwebel Plenzat conseguiu ser transferido para a Luftwaffe em julho de 1938, sendo enviado para Escola de Vôo de Guerra de Halberstadt. Após a conclusão de seu treinamento,

ele foi designado para servir como instrutor junto ao Erganzungsgruppe da St.G 2, sendo finalmente transferido para o 2./St.G 2 (2º Staffel da St.G 2) em outubro de 1939.

Plezat permaneceria com essa unidade por toda a guerra, com exceção de duas breves interrupções, quando voltou a atuar como instrutor.

Sua primeira missão de combate foi efetuada no início de 1940 (reconhecimento armado) sobre o Canal da Mancha. Ele participaria ativamente da Campanha da França (maio e junho de 1940), Batalha da Inglaterra (julho a setembro de 1940), invasão dos Bálcãs (abril de 1941) e Creta (maio de 1941).

Plenzat se destacaria ainda mais após o início da Operação Barbarossa (a partir de junho de 1941). Entre suas várias missões destacam-se o ataque à frota soviética ancorada em Kronstadt, o cerco de Leningrado, os bolsões Cholm e Demyansk, Kalinin, Tula, Kursk, Voronezh, Kharkov , Poltava, Stalingrado, Cáucasos e Criméia. Por fim, ele ainda tomaria par te nas batalhas de retirada através da Romênia e Hungria.

Ofw. Plenzat é homenageado.

No decurso desses combates, Plenzat foi agraciado com o Troféu de Honra da Luftwaffe (14.10.1941), Cruz Germânica em Ouro (20.04.1942) e, finalmente, com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro no dia 19 de setembro de 1943, enquanto servia como Oberfeldwebel do 2./St.G 2

Ofw. Plenzat logo após receber a Cruz de Cavaleiro.

Paralelamente, Plenzat foi nomeado Staffelführer do 2./SG 2 “Immelmann” no final de 1943. Ele executaria sua 1000ª missão de combate no dia 18 de outubro de 1944, na região de Pinkocz-Puszta (Hungria).

Após efetuar mais de 1100 missões e em reconhecimento aos seus feitos o agora Leutnant Kurt Plenzat foi condecorado por Hitler com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro em 24 de janeiro de 1945, tornando-se o 712º solda do da Wehrmacht a receber essa honraria.

Quando a guerra chegou ao fim, em 08 de maio de 1945, Plenzat havia efetuado um total de 1234 missões de combate - incluindo nada menos que 600 à bordo do Focke-Wulf Fw190.

O resultado obtido foi extraordinário: 80 tanques de guerra destruídos, vários acertos em navios de guerra soviéticos na Criméia e em navios britânicos em Creta, além de quatro vitórias aéreas (três no Stuka e uma no Fw190). No mesmo período, efetuou sete pousos forçados quatro em território amigo e três na “terra-de-ninguém”.

Kurt Plenzat faleceu de causas naturais na cidade de Colônia, Alemanha, no dia 17 de novembro de 1998, aos 84 anos de idade.


Ficha do Piloto
Unidades:
 - Sturzkampfgeschwader 2 
- Schlachtgeschwader 2 - Staffelführer 2./SG 2
Aeronaves:
 - Junkers Ju 87
- Focke-Wulf Fw190
Campanhas:
 - Blitzkrieg
- Batalha da Inglaterra
- Mediterrâneo
- Frente Oriental
Promoções:
 
Condecorações:
- 14.10.1941 - Troféu de Honra
- 20.04.1942 - Cruz Germânica em Ouro................................................(2/41)
- 19.09.1943 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro...................................(903º)
- 24.01.1945 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ..........................(712º)


Principais Ases
Principais Aviões