Ernst-Wilhelm Modrow
(1908 - 1990)

Hauptmann
KGr.z.B.V 108 e NJG1
259 missões de combate, 34 vitórias
Prisioneiro de guerra


Ernst-Wilhelm Modrow nasceu em Stetin, Pomerânia (então parte da Alemanha) em 05 de maio de 1908. Desde de jovem, ele foi influenciado pelo vôo planado e, em 1929, tirou seu brevê, ingressando na carreira de piloto comercial na década de 1930. Entre os anos de 1933 e 1937, Modrow voou pela empresa aérea colom-biana SCADTA (subsidiária de uma empresa alemã) e, a partir de maio de 1937, foi contratado pela Lufthansa, tornando-se responsável pelas rotas turísticas na América do Sul.

Ele exerceria sua profissão até agosto de 1939. Nessa época a guerra era iminente e Modrow foi convocado para servir na Luftwaffe, sendo designado para atuar junto ao KGr. Z.b.V. 108 (Kampfgruppen zur Besondern Verwend 108), unidade de transporte que utilizava o hidroavião Dornier Do26. Modrow participaria da Blitzkrieg, incluindo a Campanha da Noruega, quando efetuou missões de reconhecimento e de abastecimento de tropas em Narvik.

Em 28.05.1940, o seu Do26V-1 "P5+AH" (werknummer 791) foi abatido por caças da RAF no fiorde de Romba ken, onde afundou levando sua tripulação para o fundo do mar. Miraculosamente, o Feldwebel Modrow conse-guiu sair dos destroços seriamente ferido, sendo resgatado pouco depois por tropas amigas. Após deixar o hospital, em março de 1941, Modrow serviu como instrutor na Blindflugschule 1(Escola de Vôo por Instrumen-to), baseada em Brandis.

Em abril de 1942, ele retornou à sua unidade, servindo agora no teatro de operações do Mediterrâneo em apoio às tropas do Afrika Korps. Durante o período de um ano, Modrow voaria o hidroavião Blohm & Voss Bv222, com o qual participou de mais de 100 missões de transporte. Em abril de 1943, ele seria transferido para o Erprobungsstelle Travemünde (unidade de transporte e operações especiais sediado em Travemünde), onde ficou até outubro de 1943, quando foi finalmente designado para a Nachtjagdwaffe.

Depois de realizar o seu treino de conversão, Modrow passou a servir junto ao 2./NJG 1 (2º Staffel da Nacht-jagdgeschwader 1). Na noite de 07 para 08.03.1944, ele abateria sua primeira vítima: um bombardeiro bimotor da RAF sobre a localidade de Venlo, Holanda. Em 31.03.1944, outros dois quadrimotores noturnos foram adi-cionados ao seu leme, após um combate na cidade de Abbelville, França.

Em 01.04.1944, Modrow foi indicado Staffelkapitän do 1./NJG 1. Na noite de 23.04.1944, mais três Lancasters foram derrubados por ele (4ª a 6ª vitórias). Desenvolvendo suas habilidades rapidamente, durante os meses de maio e junho nada menos que 19 vitórias lhe foram creditadas, incluindo diversos abates múltiplos, como três bombardeiros em 12 para 13.06.1944 (20ª a 22ª vítimas) e mais quatro em 21 para 22.06.1944.

Ao chegar à marca de 27 aeronaves confirmadas em 19 de agosto de 1944, o agora Hauptmann Ernst-Wilhelm Modrow foi agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro. Os combates prosseguiram nos meses se-guintes e, novamente, ele obteria grande sucesso na noite de 23 para 24.09.1944, derrubando quatro quadrimo tores ingleses (29º e 30º abates) próximo a Düsseldorf. Condecorado com a Cruz Germânica em 01.01.1945, Modrow abateria sua última vítima na noite de 05 para 06.01.1945, vindo a se render para os aliados ocidentais quando da assinatura do Armistício em maio daquele ano.

Na década de 1950, com a reconstrução das Forças Armadas Alemãs, Modrow juntou-se à Bundesluftwaffe, onde permaneceu até sua aposentadoria em 30.09.1964, quando passou para a reserva no posto de Oberst-leutnant. Ao longo de sua carreira, ele tinha voado 259 missões de combate - 109 como piloto de caça noturno - e derrubando um total de 34 inimigos durante à noite.

Ernst-Wilhelm Modrow faleceu de causas naturais na cidade portuária de Kiel (Alemanha) aos 82 anos de ida-de, em 10 de setembro de 1990.

Principais Ases
Principais Aviões