Anton Lindner
(1917 - 1994)

Oberleutnant
JG51
650 missões de combate, 73 vitórias (25 não confirmadas)
Prisioneiro de guerra


Nascido em 12 de abril de 1917 na cidade de Hohenkemnath (Oberpfalz), Alemanha, Anton "Toni" Lindner foi designado para servir como Unteroffizier junto ao 2./JG 51 (2º Staffel da Jagdgeschwader 51) em 07.12.1939 e, ao sobreviver aos quase seis anos de guerra nessa unidade, ele acabou fazendo parte da chamada "Velha Guarda" do esquadrão.

Lindner alcançou sua primeira vitória em 24.05.1940, ao abater um Spitfi-re da RAF sobre Calais. Contudo, no mesmo confronto, ele também foi ferido e derrubado, ficando afastado do serviço ativo até setembro daque-le ano. Em junho de 1941 ele seria enviado para a frente leste para tomar parte com sua unidade da invasão da URSS e, até o final daquele ano, Lindner acumularia nove vitórias diante dos soviéticos.

Ao longo do ano de 1942, Lindner efetuaria uma série de missões de ata que a alvos terrestres e de bombardeio como Rottenführer ou Schwarm- führer, recebendo a Cruz Germânica em 08.06.1942. No entanto, em 28. 10.1943, Lindner foi transferido para o Ergänzungsgruppe Ost (Erg.Gr. Ost - Grupo de Reserva do Leste) onde atuou como instrutor. Posterior-mente, foi enviado para a escola de formação de oficiais.

Promovido à Leutnant, Lindner retornou à frente de combate em 01.04. 1944, quando passou a integrar o Stabsstaffel da JG 51. Finalmente, em 08 de abril de 1944, após abater 62 aviões inimigos, o Leutnant Anton Lindner foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro. Em 01.09.1944 ele tornou-se Staffelkapitän do 1./EJG 1 (1º Staffel do Ergän-zungsjagdgeschwader 1), onde permaneceu até 15.01.1945, quando as-

Lindner logo após receber a Cruz de Cavaleiro em 08.04.1944
sumiu o comando do 2./JG 51. Próximo ao fim da guerra, em 23.04.1943, Lindner tornou-se Staffelkapitän do 15./JG 51, que lideraria até o fim do conflito, em 08.05.1945.

Ao longo da II Guerra Mundial, o Oberleutnant Anton Lindner havia voado um total de 650 missões de comba-te, ao longo das quais somou 73 vitórias aéreas confirmadas (todas, à exceção de uma, na frente oriental) e outras 25 não confirmadas. No pós guerra, ele ingressaria na Bundesluftwaffe onde permaneceu até sua apo sentadoria, em 31.03.1972, com a patente de Oberstleutnant. Anton Lindner faleceu de causas naturais em sua cidade natal em 17 de fevereiro de 1994, aos 76 anos de idade.




Principais Ases
Principais Aviões