Anton Korol
(1916 - 1981)


Leutnant
St.G 2 e 10.(Pz)/SG 2
704 missões de combate, 99 tanques
Prisioneiro de guerra

Anton Korol foi um dos maiores "Panzerjäger" de toda a Luftwaffe, uma vez que a ele foram creditados na-da menos do que 99 tanques destruídos. Nascido em 08 de outubro de 1916 na localidade de Breitenmarkt, Alta Silésia (atual Polônia), Korol juntou-se ao Exército Alemão em 1935.

Quando da invasão da Polônia em 01.09.1939, ele atuava como Unteroffizier do 10./Inf.Rgt. 7 (10º Batalhão do Regimento de Infantaria 7). Mais tarde, na Campanha da França, Korol foi transferido para o Inf.Rgt. 417, onde permaneceu até 16.07.1941.

Como Korol foi um excelente piloto de planadores durante os tempos de paz, ele pediu transferência para a Luftwaffe, onde recebeu seu treinamento. Ele iniciou suas aulas na Stukavorschulle de Graz, seguindo para a Stukaschulle 2, localizada em Piacenza-Foggia (Itália).

Com a conclusão do curso, Korol foi promovido a Leutnant em 01.11.1942 e designado para servir com o Erg. Staffel da St.G. 2 "Immelmann" (Erganzungs-staffel da Stukageschwader 2) no início de 1943.

Entre 01.07.1943 e 31.08.1944, ele permaneceria com o 3./SG 2 (3º Staffel da Schlachtgeschwader 2) baseado na Frente Oriental. Foi com essa unidade que Korol efetuou sua primeira missão de com-bate em 11.07.1943 durante a dura batalha de Krakow.

Em março de 1944, Korol realizaria uma de suas mais importantes e ousadas missões de combate. Voando juntamente com o Oberfel dwebel Heinrich Meyering (ganhador da Cruz de Cavaleiro) e um ou-tro piloto, ele destruiu uma importante ponte sobre o rio Bug, ao nor-

te de Pervomaisk com uma única bomba. Meses mais tarde, em 13.06.1944, Korol seria condecorado com a Cruz Germânica em Ouro.

Ele voaria sua 500ª missão de combate em 22.08.1944 enquanto atacava posições soviéticas nas proximidades de Yassy, Romênia. Korol permaneceria com o 3./SG. 2 até 31.08.1944, quando, no dia seguinte, foi incumbido de liderar o 10.(Pz)/SG 2 (10º Staffel "Panzerjäger" da Schlachtgeschwader 2). Essa unidade tinha como função atacar os blindados soviéticos, utilizando o Junkers Ju 87G-1, equipado com dois canhões BK37 de 37mm. Essa poderosa arma demonstrou-se extremamente eficiente nas mãos de Korol.

Finalmente, em 13 de março de 1945, o Leutnant Anton Korol foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro por ter realizado 600 missões de combate. Ele permaneceria nos comandos desse Staffel até a rendição das tropas alemãs em 08.05.1945.

Ao longo da guerra, o Leutnant Anton Korol efetuou um total de 704 missões de combate, durante as quais foi derrubado quatro vezes, destruiu 99 blindados soviéticos (incluindo um tanque pesado Stalin) com o Kanonen-vogel e danificou mais outros 200.

Anton Korol recebendo a Cruz de Cavaleiro.

No pós-guerra, Korol não se juntou a Bundesluftwaffe como a maioria de seus colegas, vindo a falecer de causas naturais em 21 de dezembro de 1981, aos 65 anos de idade, na localidade de Rüdesheim, então Alemanha Ocidental.


Principais Ases
Principais Aviões