Günther Josten
(1921 - 2004)

Oberleutnant
JG51
420 missões de combate, 178 vitórias (~70 Il-2)
Prisioneiro de guerra

Um dos mais talentosos pilotos surgidos no seio da Luftwaffe durante a guerra, Günther Josten nasceu em 07 de novembro de 1921 na localidade de Rhynern, Kreis Hamm (Westfalen) e após completar seis meses no serviço nacional de trabalho (RAD) em janeiro de 1940, se voluntariou para a Força Aérea.

Em novembro de 1941, após concluir seu curso preparatório para pilotos de caça, ele foi designado para servir como Unteroffizier junto ao Jagdgruppe Drontheim, unidade estacionada na Noruega ocupada.

No período em que aí serviu Josten foi incumbido de defender navios alemães ancorados nos fiordes noruegueses, dos ataques da RAF, ao mesmo que providenciava escolta para os bombardeiros que atacavam os comboios aliados no Mar do Norte.

Em setembro de 1942, Josten seria transferido para o 1./JG 51 (1º Staffel da Jagdgeschwader 51), esquadrão que combatia os soviéticos desde do início da invasão alemã.

Como não mais enfrentavam um inimigo despreparado e agora equipado com aeronaves mais modernas, Josten somente após várias missões alcançaria a primeira vitória confirmada em 23 de fevereiro de 1943, voando o caça Focke-Wulf Fw190.

Josten passaria a apresentar resultados cada vez mais expressivos diante dos soviéticos: sua 10ª vitória foi alcançada 10.07.1943 e, três dias mais tarde, ele derrubaria nada menos que cinco Il-2 Sturmoviks (12ª a 16ª vítimas). Ao longo do mês de julho de 1943 ele acrescentaria 19 vitórias ao seu total e, no mês de agosto, nada menos que 30 inimigos tombariam sob o fogo de suas armas - sendo cinco no dia 19.08.1943 e outros cinco em 23.08.1943, além de quatro adversários em 14.08.1943. Por esses feitos, ele foi agraciado com o Troféu de Honra da Luftwaffe em 31.08.1943.

No mês de setembro de 1943, Josten repetiria seu de-sempenho incrível, ao abater outros 26 inimigos. Dentre esses, novamente ele se caracterizou por várias vitórias múltiplas: sete abates em 07.09.1943 e outros oito no dia 15.09.1943 (71ª a 78ª vitórias). Após 82 vitórias, Josten foi enviado para a Escola de Pilotos de Caça de Fursten-feldbrück, onde serviu como instrutor, sendo condecorado com a Cruz Germânica em ouro em 10.10.1943.

Enquanto servia nessa função, ele abateu dois bombardei ros Boston e, após retornar à frente de batalha, no dia 05 de fevereiro de 1944, o Oberfeldwebel Günther Josten foi agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro por conquistar 84 vitórias aéreas. Em 02.05.1944 tombava seu 90º adversário e, em 11.05.1944, Josten foi promovi-do a Leutnant.

Paralelamente, a unidade de Josten começava a sofrer várias modificações. Em razão das grandes perdas sofridas e aos constantes bombardeiros anglo-americanos no parque industrial germânico, a Focke-Wulf não era capaz de suprir a demanda por aviões de reposição e, em razão disso, todo o I./JG 51 (Gruppe I da JG 51), foi sendo retirado de Bobrouisk para a localidade de Deblin-Irena em maio de 1944, onde todos os Fw190 seriam substituídos pelos Messerschmitt Bf 109G. Estes seriam os aviões utilizados por Josten e sua unidade pelos últimos doze meses da guerra.

Nomeado Staffelkapitän do 3./JG 51 em 18.07.1944, Josten alcançaria a "marca mágica" das cem vitórias dois dias mais tarde. Em 18.09.1944 ele abateu seu único avião americano: um quadrimotor Boeing B-17 (sua 123ª vitória) e, até 26.10.1944, ele havia elevado seu total para 139 vitórias con-firmadas.

Suas 140ª e 141ª vítimas foram abatidas em 16.01.1945, seguindo-se outros cinco Sturmoviks, derrubados em 16.02.1945 (146ª a 150ª vitórias).

Após 161 abates e enquanto convalescia de uma doença num hospital militar na Bavária, o Oberleutnant Günther Josten se tornou o 810º recebedor das Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro, em 28 de março de 1945.

Nomeado Gruppenkommandeur do IV./JG 51 em 18.04.1945, Josten obteria suas últimas vitórias naquele conflito no dia 25.04.1945, quando derrubou nada menos que sete aviões soviéticos (172ª a 178ª vitórias).

Em 02 de maio de 1945, o Oberleutnant Günther Josten se entregou às tropas americanas junto do General Uebe. Após permanecer algum tempo no cativeiro aliado, Josten tentou a sorte na vida civil, entretanto, como muitos outros ex-pilotos no pós-guerra, acabou por ingressar na Bundesluftwaffe em 1956. Esta nova vida lhe renderia bons frutos e, em razão do seu espírito de liderança, receberia, em 1962, das mãos de Erich Hartmann, o comando de umas das mais famosas unidades de caça da nova força aérea: o Jagdgeschwader 71 "Richthofen", função que desempenharia até sua aposentadoria em 31.03.1981 com a patente de Oberst.

Tendo executado um total de 420 missões de combate durante a Segunda Guerra Mundial, abatendo ao longo delas 178 aviões inimigos (todos soviéticos, à exceção de um quadrimotor americano) - entre eles 70 Il-2 - e sem nunca ter sido derrubado por seus adversários, Günther Josten faleceu de causas naturais em 07 de julho de 2004, aos 82 anos de idade.


Fw 190A-6 - Fw. Günther Josten, 1./JG 51 - Bobruysk/URSS - janeiro, 1944

Ficha do Piloto
Unidades:
- Jagdgeschwader 51 - Staffelkapitän 3./JG 51 (7.44 - )
- Komandeur IV./JG 51 (12.4.45 - 28.4.45)
Aeronaves:
  - Messerschmitt Bf 109
- Focke-Wulf Fw 190
Campanhas:
  - Frente Ocidental (Noruega)
- Frente Oriental
Promoções:
 
Condecorações:
- 04.04.1943 - Cruz de Ferro de 2ª classe
- 12.07.1943 - Cruz de Ferro de 1ª classe
- 31.08.1943 - Troféu de Honra
- 10.10.1943 - Cruz Germânica em ouro..............................................(25/269)
- 05.02.1944 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro...................................(997º)
- 28.03.1945 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ..........................(810º)

Bf 109G-6/R1 do Lt. Günther Josten, 1./JG 51.

 

Principais Ases
Principais Aviões