Erhard Jähnert
(1917 - 2006)

Major
St.G 2, St.G 3 e SG 3
622 missões de combate, 25 tanques destruídos
Prisioneiro de guerra

Nascido em 17 de agosto de 1917 em Panitzsch, próximo a Leipzig, Alemanha, Erhard Jähnert interessou-se pelo voo desde jovem, obtendo seu breve de piloto de planador, classe “C”, ainda na adolescência. Assim, ao se voluntariar para servir na Luftwaffe, em 1935, logo depois de completar 18 anos de idade, Jähnert estava seguindo uma vocação que lhe era nata.

Ele concluiu seu treinamento de piloto em junho de 1938, na escola em Kaufberen e, no início de 1939, foi designado para servir como Feldwebel junto ao Gruppe II da Stukageschwader 2 (II./St.G 2). Com essa unidade, Jähnert teve seu batismo de fogo na invasão da Polônia, em setembro de 1939 e, depois, tomou parte na Blitzkrieg contra a França em  maio de 1940. A partir de dezembro de 1940, ele passou a atuar no teatro de operações do Mediterrâneo e, de fevereiro de 1941 até abril de 1943, também operou no Norte da África como membro do III./St.G 3.

Jähnert se destacaria nas missões executadas contra as forças britânicas estacionadas na ilha de Malta, operando a partir de bases na Sicília. Em 17.06.1942, como Oberfeldwebel, ele recebeu a Cruz Germânica em Ouro e, em 01.12.1942 foi promovido a Leutnant. Após a derrota do Afrika Korps no norte da África, Jähnert e sua unidade foram transferidos para o setor sul da Frente Oriental. Voando em missões contra os soviéticos na península da Criméia, o Leutnant Erhard Jähnert foi finalmente condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 18 de maio de 1943, quando somava nada menos que 300 missões de combate.


Jähnert foi nomeado Staffelkapitän do 9./St.G 2 em agosto de 1943 e, em 06.10.1943, liderou essa unidade em uma missão que resultou no afundamento de três destróieres soviéticos ao sul da Criméia, e chegando ao término daquele ano, com um total de 500 missões de combate. Entre janeiro e setembro de 1944 Jähnert serviu como instrutor na Schlachtflieger-Schule (Escola de Vôo de Pilotos de Apoio Terrestre) em Deutsch-Brod, retornando à frente de batalha para servir como Staffelkapitän do 2./SG 3 (2º Staffel da Schlachtgeschwader 3), então operando a partir do bolsão de Kurland.

Promovido a Hauptmann, Jähnert completou sua 600ª missão em 18.02.1945, comandando seu Staffel dentro do bolsão de Kurland até a rendição final, em 08 de maio de 1945, quando conseguiu voar com seu Fw 190 para uma área ocupada por aliados ocidentais, evitando sua captura pelos soviéticos. Ao término do conflito, Jähnert havia executado um total de 622 missões de combate nos comandos do Junkers Ju 87 Stuka e do Focke-Wulf Fw 190 (das quais 50 efetuadas em Kurland), ao longo das quais destruiu nada menos que 25 blindados inimigos. Embora tenha sido indicado para receber as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro, a guerra chegou ao fim antes que esta condecoração fosse aprovada pelo Alto Comando.

Erhardt Jähnert faleceu de causas naturais em Jever, Alemanha, em 23 de julho de 2006, aos 88 anos de idade.

 

Principais Ases
Principais Aviões