Paul-Werner Hozzel
(1910 - 1997)


Oberstleutnant
JG20, St.G1 e St.G2
+600 missões de combate
Prisioneiro de guerra

Paul-Werner Hozzel nasceu em Hamburgo (Alemanha) em 16 de outubro de 1910 e iniciou sua carreira militar em 1928, ao ingressar no 2º Regimento de Artilharia do Reichswehr (o Exército da República de Weimar), tornando-se Unteroffizier em 1932 e sendo promovido a Leutnant em 1934.

Pouco depois, Hozzel foi transferido para a ainda secreta Luftwaffe para ser treinado como piloto de combate, cuja conclusão deu-se em 1936, ocasião em que também foi promovido a Oberleutnant. Em 01.09.1938 ele foi nomeado Staffelkapitän do 2./JG20 (2º Staffel da Jagdgeschwader 20), sediado em Tutow. Promovido a Hauptmann em outubro de 1938, Hozzel foi nomeado Gruppenkommandeur do I/St.G 1 (Gruppe I da Stukageschwader 1) em 01.06.1939, então baseado em Insterburg e equipado com o bombardeiro de mergulho Junkers Ju87 Stuka.

Após o início da II Guerra Mundial, em setembro de 1939, Hauptmann Hozzel lideraria sua unidade em uma série de missões durante as Cam panhas da Polônia e França, concentrando-se principalmente em alvos navais.

O sucesso foi tamanho que, em 08 de maio de 1940, Paul-Werner Hozzel tornou-se o primeiro piloto de Stuka a ser agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, após sua unidade ter afundado um total de 60.000 toneladas brutas de navios de guerra e mercantes.


Posteriormente, Hozzel comandaria seu Gruppe ainda em perigosas mis sões durante a Batalha da Inglaterra, invasão dos Bálcãs e de Creta e no Mediterrâneo. Ele somente deixaria o comando do I/St.G 1 em 31.05. 1941, quando o passou ao Hauptmann Sorge.

Promovido a Major, Hozzel foi, nessa ocasião, transferido para a Stukageschwader 2 - então lutando na frente russa -, do qual se tornou Kommodore em 16.01.1942.

Em fevereiro de 1943, diante da falta de aviões de reposição e em uma medida de emergência, o agora Oberstleutnant Hozzel reuniu os aviões remanescentes das Sturzkampfgeschwader 1, 2 e 77 no chamado "Gefechtsverband Hozzel" (Grupo de Combate Hozzel), empregando-o contra alvos soviéticos, a fim de estabilizar o front, que havia entrado em colapso após a queda de Stalingrado.

Sendo mais uma vez bem sucedido, Hozzel liderou esse grupo até 01.03.1943, quando as unidades retornaram à sua configuração original.


Pelo seu feito, o Oberstleutnant Paul-Werner Hozzel foi condecorado com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro em 14 de abril de 1943, tor-nando-se o 230º soldado a receber essa honraria das mãos de Hitler. No mesmo mês, Hozzel deixou o comando da St.G 2 para integrar o staff do General der Schlachtflieger, a pedido de seu amigo Oberst Dr. Ernst Küp- fer, onde permaneceu até o final da guerra, em maio de 1945.

Capturado pelos soviéticos ao final da guerra, ele permaneceria em cativei ro até 1955. Após seu retorno à Alemanha, Hozzel foi um dos primeiros oficiais à se juntar à nova Bundesluftwaffe (a Força Aérea da Alemanha O-cidental) em 1956. Ele permaneceria no serviço ativo até 30.09.1969, quando foi para a reserva com a patente de Brigadegeneral.

Tendo executado mais de 600 missões de combate durante a II Guerra Mundial, Paul-Werner Hozzel faleceu em sua cidade natal, Hamburgo, Alemanha, no dia 07 de janeiro de 1997, aos 86 anos de idade.


Ficha do Piloto
Unidades:
- Jagdgeschwader 20 - Staffelkapitän 2./JG 20
  - Sturzkampfgeschwader 1 - Kommandeur I./St.G 1 (1.6.39 - 31.5.41)
  - Sturzkampfgeschwader 2 - Kommodore (16.1.42 -)
Aeronaves:
  - Junkers Ju 87
Campanhas:
  - Blitzkrieg
- Batalha da Inglaterra
- Frente Oriental
Promoções:
 
Condecorações:
- 14.09.1939 - Cruz de Ferro de 2ª classe
- 05.05.1940 - Cruz de Ferro de 1ª classe
- 08.05.1940 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro....................................(10º)
- 14.04.1943 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro ..........................(230º)


Principais Ases
Principais Aviões