Jürgen Harder
(1918 - 1945)

Major
JG53 e JG11
~270 missões de combate, 64 vitórias (10 quadrimotores)
Morto em acidente aéreo (17/02/1945)

Todos os três filhos da família Harder tornaram-se pilotos de caça durante a Segunda Guerra Mundial sendo que nenhum deles sobreviveria ao conflito. E Jürgen, o mais novo, nascido em 13 de junho de 1918 em Swinemünde (Pomerânia), Alemanha, foi o mais bem sucedido do trio. Seu irmão mais velho, o Hauptmann Harro Harder, integrou o JGr. 88 (Jagdgruppe 88) durante a Guerra Civil Espanhola, quando se tornou o terceiro maior ás da Legião Condor, abatendo 11 aviões adversários e ganhando a Cruz Espanhola em Ouro com Diamantes.

Emblema da JG53 Não é surpresa, portanto que Jürgen Harder tenha se alistado na Luftwaffe em 1938, onde permaneceria em treinamento por quase três anos até concluir o seu curso de piloto de caça em 1941, quando foi designado como um Leutnant para o Stab III./JG 53 "Pik As" (Gruppe III da Jagdgeschwader 53).

Nesse ínterim, contudo, Harro foi morto em combate durante a Batalha da Inglaterra, em 12.08.1940 quando servia na mesma unidade como Kommandeur III./JG 53, e seu score total já era de 22 abates.

Para homenagea-lo, Harder passou a pintar o nome de seu irmão logo abaixo do cockpit, o que se tornou padrão em todos os seus aviões. Pouco após sua chegada à unidade, iniciou-se a Operação Barbarossa - a invasão da União Soviética, quando a JG 53 esteve envolvida no apoio ao rápido avanço alemão Rússia adentro.
Harder no cockpit de seu Bf 109, abaixo podemos ver a inscrição "Harro" em homenagem ao seu irmão.

Conquistou sua primeira vitória logo no primeiro dia da invasão em 22.06.1941 e até o final do ano Harder já havia acumulado um total de 10 vitórias confirmadas, o que lhe garantiu o recebimento das Cruzes de Ferro de 2ª e 1ª Classes.
Technischer Offizier Harder em frente ao seu Bf 109F, 1941. No início de 1942 o III./JG 53 foi transferido para o Front do Mediter-râneo, servindo no suporte às tropas do Afrika Korps de Rommel e nos ataques constantes à ilha de Malta. Pilotando um Bf 109F-4/Z Trop, Harder rapidamente abateu vários adversários e, até julho de 1942, já havia adicionado outras sete vitórias às marcações do leme de seu caça. Os combates prosseguiriam violentos até o fim daquele ano, sendo que Harder foi condecorado com o Troféu de Honra em 16.11.1942 e, pouco depois, em 12.01.1943, com a Cruz Germânica, quando já contava com 31 vitórias confirmadas.

Nomeado Staffelkapitän do 7./JG 53 em 05.02.1943, durante esse ano o já Oberleutnant Harder operaria a partir de bases na Sicília (Itália), agora enfrentando os bombardeiros aliados que partiam das bases britânicas e americanas no Norte da África em direção à Itália e Romênia e, como resultado de seus esforços, em 05 de dezembro de 1943, já como Hauptmann, Jürgen Harder foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, após atingir a marca de ~40 vitórias confirmadas. Também já havia recebido o Frontflug-Spange für Tagjäger in Gold (Clasp de Caça Diurno em Ouro). Em 15 de fevereiro de 1944 ele seria nomeado Gruppenkommandeur do I./JG 53.

Mas os combates endureceram ainda mais. Em 25 de fevereiro de 1944 ele liderou um épico ataque contra uma formação de bombardeiros da 15ª Força Aérea norte-americana, na região de Fiúme.

Esse ataque custou ao 301º Grupo de Bombardeiros um total de 11 bombardeiros quadrimotores - oito dos quais foram clamados pela sua unidade, sendo um B-24 abatido por Harder.

Entre os dias 28-29 de março, um novo ataque aliado despejou 2.218 toneladas de bombas contra os centros de comunicações alemães. Enfrentados pelos caças do I./JG 53 liderados por Harder, mais quatro bombardeiros foram abatidos, com dois caças de escolta P-47 sendo abatidos pelo seu comandante.
Hptm. Harder recebe a Cruz de Cavaleiro em 05.12.1943.

No final de junho Harder e o I./JG 53 foram enviados à Romênia, onde estiveram engajados em combates aére-os, mais uma vez, contra os bombardeiros aliados que, agora, tentavam atacar as refinarias de petróleo de Ploesti, essenciais para o esforço de guerra alemão. Mas era uma luta desigual. Por exemplo, em um combate insano em 31 de julho de 1944 Harder testemunhou 23 dos 32 caças alemães que estavam defendendo as refinarias serem abatidos por uma força estimada de 120-150 P-51 Mustangs.

Hptm. Harder no cockpit de seu Bf 109. No outono de 1944, Harder foi transferido para a Hungria, onde com-bateu os soviéticos pela última vez, em uma batalha inútil para conter o avanço comunista sobre aquele país. Ao contrário de muitos pilotos que tombaram rapidamente face a este poderoso adversário, Harder rapidamente assimilou as técnicas de ataque e tornou sua unidade uma das mais eficientes naquela frente.

Em janeiro de 1945, já promovido a Major, ele foi designado para atuar como Geschwaderkommodore da JG 11, uma unidade envolvida na chamada Defesa do Reich. Harder começou a enfrentar, outra vez, as gigantescas formações Aliadas de bombardeiros B-17´s e B-24´s e sua escolta composta de caças P-51 e P-47 que estavam reduzindo o III Reich às cinzas.

Em 01 de fevereiro de 1945 o Major Jürgen Harder se tornou o 727º soldado da Wehrmacht a ser condecorado por Hitler com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro, após superar a marca de 60 aviões abatidos.

Entretanto, houve pouco tempo para comemorações. Em 17 de fevereiro de 1945, após um furioso combate aéreo, seu Bf 109G-14/AS (W.Nr. 784738) "schwarze <-+-" foi visto chocando-se violentamente contra o solo em Straussberg (próximo a Berlim). Especialistas técnicos que analizaram os destroços, concluíram que o pistão do 12º cilindro penetrou no bloco do motor, liberando gazes tóxicos que invadiram o cockpit, fazendo com que Harder perdesse o controle do avião.

Ao longo de sua carreira, Jürgen Harder havia voado cerca de 270 missões de combate e abatido 64 aviões adversários, sendo que, destes, 47 foram na Frente Ocidental (incluindo dez quadrimotores) e 17 na Frente Russa.


Bf 109F-2 - Lt. Jürgen Harder, Technischer Offizier III./JG 53 - URSS, 1941



Bf 109F-4/Z Trop - Lt. Jürgen Harder, 7./JG 53 - Norte da África, 1942




Bf 109G-6/R6/R3 - Hptm. Jürgen Harder, Kommandeur I./JG 53 - Maniago/Itália - fevereiro, 1944

 

Ficha do Piloto
Unidades:
- Jagdgeschwader 53 - Staffelkapitän 7./JG 53 (5.2.43 - 31.12.43)
- Kommandeur I./JG 53 (15.2.44 - 1.45)
- Jagdgeschwader 11 - Kommodore (1.45 - 17.2.45)
Aeronaves:
  - Messerschmitt Bf 109
Campanhas:
  - Frente Oriental
- Mediterrâneo
- Defesa do Reich
Promoções:
- ??.??.1941 - Leutnant
- 1942~1943 - Oberleutnant
- ??.??.1943 - Hauptmann
- ??.??.1944 - Major
Condecorações:
- ??.??.1941 - Cruz de Ferro de 2ª classe
- ??.??.1941 - Cruz de Ferro de 1ª classe
- 16.11.1942 - Troféu de Honra
- 12.01.1943 - Cruz Germânica em ouro (7/155)
- 05.12.1943 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (964.º)
- 01.02.1945 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro (727.º)

Bf 109G-6/R6/R3 de Harder, I/JG53 (780x477 pxs - 57 kb) Bf 109G-6/R2/R3 de Harder Bf 109F-2 (W.Nr. 8085) do Lt. Jürgen Harder.



Principais Ases
Principais Aviões