Bruno Dilley
(1913 - 1968)

Major
St.G 1 e St.G 2
+700 missões de combate
Prisioneiro de guerra

Bruno Dilley nasceu na localidade de Gumbinnen (Alemanha), em 29 de agosto de 1913. Ele iniciou sua carreira militar como cadete na escola preparatória de oficiais de Potsdam. Entretanto, após a conclusão de seu curso, aos 22 anos de idade, Dilley foi transferido para a Luftwaffe, com a patente de Leutnant.

Uma vez finalizado seu treinamento, Dilley seria promovido a Oberleut-nant em 01.06.1938, quando foi designado para servir como Staffelkapi-tän do 3º Staffel da Stukageschwader 1 (3./St.G 1), equipada com o en tão moderno Junkers Ju87 Stuka. No primeiro dia da II Guerra Mundial, 1º de setembro de 1939, às 04:45hs, Dilley decolou com uma formação de Stukas para atacar uma ponte situada em Dirschau, naquela que foi a primeira missão de bombardeio aéreo daquele conflito.

Após participar de 24 missões de combate durante a Campanha polone sa, Dilley e seu Staffel participaram ativamente na invasão da Noruega, durante a qual ele foi ferido pela bateria antiaérea em um ataque em 01.05.1940. Após sua recuperação ele participaria dos estágios finais da Batalha da França, a partir de 14.06.1940.

Dilley e sua unidade tomaram parte, ainda, da Batalha da Inglaterra mas as pesadas baixas sofridas naquele front diante da RAF, fez com que os Stukas fossem transferidos para outras localidades. No outono de 1940, Dilley foi, assim, enviado para o teatro de operações do Medi-terrâneo, onde desempenhou várias missões contra a base britânica situada em Malta e contra os comboios aliados.


Durante a invasão dos Bálcãs, em 07 de abril de 1941, Hauptmann Dilley e seu Bordfunker, Oberfeldwebel Ernst Kather, foram abatidos pelo fogo antiaéreo, fazendo um pouso forçado na "terra-de-ninguém", mas conseguiram alcançar as linhas alemãs alguns dias depois.

A partir de junho de 1941, com o início da Operação Barbarrossa, Dilley efetuou uma série de missões contra alvos soviéticos mas, no outono daquele mesmo ano, ele foi retirado da frente de batalha, sendo designa do instrutor de vôo na Fliegerschule Wertheim.

Em janeiro de 1942 Dilley retornou à frente russa, agora servindo no Stu kageschwader 2 "Immelmann". Durante uma missão sobre a localidade de Staraja/Russia, ele seria novamente abatido pelas baterias antiaére-as, aterrissando atrás das linhas inimigas, mas, desta vez, seu Bord-funker, Ernst Kather, veio a falecer. Já Dilley, passaria três dias isolado atrás das linhas soviéticas antes de contatar as forças alemãs em Demjansk.


Finalmente, após concluir 325 missões de combate, em 04 de junho de 1942, Bruno Dilley foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, enquanto servia como Kommandeur do I./St.G 2 (Gruppe I da StukaGeschwader 2). Mas os combates na frente russa tornavam-se cada vez mais perigosos: no inverno de 1942/43 Dilley seria abatido outras três vezes, sempre conseguindo retornar às linhas alemãs.

Após mais de 600 missões de combate, em 08 de janei-ro de 1943, ao lado de seu colega, Major Dr. Ernst Küp-fer, o Hauptmann Bruno Dilley tornou-se o 174º soldado da Wehrmacht a ser agraciado por Hitler com as Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro .

Em outubro de 1943, quando já contava com 700 mis-sões de combate sobre as linhas inimigas, o já Major Dilley deixou pela última vez a frente de batalha, ao ser indicado Kommandeur da Fliegerschule situada em Metz, permanecendo nes ta função até o fim da guerra em maio de 1945.


Em 1956, Dilley retornaria ao serviço militar, sendo incorporado na Bundesluftwaffe em 01.08.1956 com a patente de Oberstleutnant. Em 1961 ele seria designado, mais uma vez, Kommandeur der Flugzeug- führerschule A (Comandante da Escola de Pilotos A), situada em Landsberg, e responsável pelo treinamento em aviões a jato. Posteriormente, Dilley serviria como Kommandeur do Distrito Militar de Reutlingen.

Bruno Dilley, um dos grandes pilotos de Stuka da Luftwaffe, tendo efetuado mais de 700 missões de combate durante a II Guerra Mundial, faleceu em 31 de agosto de 1968, na antiga Alemanha Ocidental, aos 55 anos de idade.


Ju 87D-1 - Hptm. Bruno Dilley, Kommandeur I./St.G 2 - Russia - julho, 1942



Ficha do Piloto
Unidades:
- Sturzkampfgeschwader 1 - Staffelkapitän 3./St.G 1
- Sturzkampfgeschwader 2 - Kommandeur I./St.G 2
Aeronaves:
  - Junkers Ju 87
Campanhas:
  - Blitzkrieg
- Batalha da Inglaterra
- Mediterrâneo
- Frente Oriental
Promoções:
- 01.06.1938 - Oberleutnant
Condecorações:
- 20.09.1939 - Cruz de Ferro de 2ª classe
- 05.05.1940 - Cruz de Ferro de 1ª classe
- 15.12.1941 - Cruz Germânica em Ouro (6/9)
- 04.06.1942 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (478.º)
- 08.01.1943 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro (174.º)


Principais Ases
Principais Aviões