Paul-Heinrich Dähne
(1921 - 1945)


Hauptmann
JG52, JG11 e JG1
~600 missões de combate, 99 vitórias
Morto em acidente aéreo (24/04/1945)

Conhecido como "Sarotti" entre seus amigos, Paul-Heinrich Dähne nasceu em Frankfurt (Alemanha), em 07 de julho de 1921. Tendo ingressado na Luftwaffe em 1939, após a conclusão de seu treinamento, ele foi designado para servir no final de 1941 como Leutnant junto ao 2./JG 52 (2º Staffel da Jagdgeschwader 52), atuando na frente russa.

A primeira vitória de Dähne viria em 26.08.1942 sobre o Mar do Norte e, até o final daquele ano, ele abateu um total de 15 aeronaves soviéticas. Dähne finalmente demonstraria suas habilidades como um piloto de caça a partir do verão de 1943, quando a Luftwaffe já perdera a capacidade ofensiva no Leste. Nesse contexto crítico, Dähne abateu nada menos que 56 aviões inimigos entre 05.07 e 23.12.1943, sendo que a 75ª vítima tombou em 15.12.1943. Nesse ínterim ele foi condecorado com o Troféu de Honra da Luftwaffe em 13.09.1943 e nome-ado Staffelkapitän do 2./JG 52.

Dietrich Hrabak (esq) e Dähne. Ao fundo podemos ver o Bf 109G-6 "4-preto" de Dähne.

Condecorado com a Cruz Germânica (em 10.01.1944), o Oberleutnant Dähne foi nomeado Staffelkapitän do 12./JG 11 e finalmente agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 06 de abril de 1944, quando somava um total de 76 vitórias aéreas.

Essa unidade, que então lutando na frente ocidental, naquela mesma semana foi enviada para a Frente Leste. Até o final de 1944, Dähne acrescentaria outras 23 vitórias ao seu total.

Em Fevereiro de 1945 o Hauptmann Dähne foi nomeado Kommandeur do II/JG 1 (Gruppe II da Jagdgeschwader 11). Após essa data, em razão da perda de registros em meio ao caos reinante no fim do III Reich, não há como se estabelecer o número de vitórias alcançadas por Dähne.

Em 11.04.1945 sua unidade foi retirada da frente de combate para ser reequipada com o novo jato Heinkel He162 "Volksjäger".

Em 24 de abril de 1945 durante um vôo de treinamento em Warnemünde, Dähne foi morto durante um acidente com o novo avião, quando seu assento ejetável foi acionado indevidamente, arremessando-o contra a capota do cockpit, matando-o instantaneamente.

Quando de sua morte, o Hauptmann Paul-Heinrich Dähne havia voado mais de 600 missões de combate, ao longo das quais alcançou pelo menos 99 vitórias confirmadas (das quais três contra aliados ocidentais), embora admita-se que provavelmente ele tenha superado a marca de 100 abates.

Principais Ases
Principais Aviões