Messerschmitt Bf 109G-2
(RAF Museum - Hendon/Inglaterra)


Agora em exposição estática no RAF Museum em Hendon, ele é o único Bf 109 totalmente original e em condições do vôo ainda existente. Este Bf 109G-2 (werknummer 10639) "6-preto" foi produzido pela Erla Maschinenwerk Gmbh de Leipzig no outono de 1942. Ele entrou em serviço pela Luftwaffe em 13 de outubro de 1942, com o código PG + QJ. Primeiramente foi designado para uma unidade na frente oriental o 8./JG77 (8º Staffel da Jagdgeschwader 77). No final de outubro essa unidade foi transferida, via Itália, para Cyrenaica (onde o avião recebeu a marcação "6-preto"), afim de apoiar o Afrika Korps de Rommell no norte da África.

Duas semanas depois, a aeronave sofreu algumas avarias ao enfrentar os P-40 norte-americanos obrigando o piloto Leutnant Heinz Lüdermann a aterrissar em Gambut, situado a sudeste de Tobruk, onde o aparelho foi encaminhado para reparos. Com o rápido avanço das tropas Aliadas, os alemães foram forçados a abandonar muitos equipamentos, incluíndo o "6-preto", que foi capturado pelo 3º esquadrão da RAAF (Royal Australian Air Force) em 13 de novembro de 1942. Um ano depois, o aparelho foi transportado para Liverpool sendo testado entre fevereiro de 1944 e novembro de 1945. Antes de ir para Duxford o avião ficou guardado em um armazem e foi exibido por um curto periodo em 1953.

Em 1961 foi decidido levar o velho caça de volta aos céus. Mas o trabalho de restauração causou mais avarias do que o combate e o projeto foi cancelado. Onze anos depois, em 1972, outra equipe de restauradores iniciou o dificil trabalho de fazer o velho Messerschmitt voar novamente. Contando com a cooperação de várias companhias europeias o projeto transformou-se num sucesso nos anos 90. O aparelho foi pintado no esquema de cores utilizado no Norte da África e voltou a apresentar o "6-preto", tornando-se a principal atração de muitos shows aéreos.

No dia 12 de outubro de 1997, um desastre aconteceu em Duxford, quando a avião foi seriamente danificado após sofrer um acidente. Embora ele tenha sido consertado em condições de vôo, o velho caça não voará novamente porque o Ministério da Defesa Britânico decidiu deixa-lo em exposição estática. Em 9 de março de 2002, o "6-preto" foi transportado para o museu em Hendon, onde pode ser visto atualmente (2003) em baixo da asa esquerda de uma Fortaleza Voadora.

6-preto01.jpg 6-preto02.jpg 6-preto03.jpg 6-preto04.jpg 6-preto05.jpg
6-preto06.jpg 6-preto07.jpg 6-preto08.jpg 6-preto09.jpg 6-preto10.jpg
6-preto11.jpg 6-preto12.jpg 6-preto13.jpg 6-preto14.jpg 6-preto15.jpg
6-preto16.jpg 6-preto17.jpg 6-preto18.jpg 6-preto19.jpg 6-preto20.jpg
6-preto21.jpg 6-preto22.jpg 6-preto23.jpg 6-preto24.jpg 6-preto25.jpg
6-preto26.jpg 6-preto27.jpg 6-preto28.jpg 6-preto29.jpg 6-preto30.jpg
6-preto31.jpg 6-preto32.jpg 6-preto33.jpg 6-preto34.jpg 6-preto35.jpg
6-preto36.jpg 6-preto37.jpg 6-preto38.jpg 6-preto39.jpg 6-preto40.jpg
6-preto41.jpg 6-preto42.jpg 6-preto43.jpg 6-preto44.jpg 6-preto45.jpg
6-preto46.jpg 6-preto47.jpg 6-preto48.jpg 6-preto49.jpg 6-preto50.jpg
6-preto51.jpg 6-preto52.jpg 6-preto53.jpg

 

Principais Aviões
Condecorações